quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O QUE SIGNIFICA VERDADEIRAMENTE ACEITAR JESUS?


Este estudo é destinado a 3 tipos de pessoas:

-  Para novos decididos que tomaram ou tomarão a decisão de receber Jesus como Senhor e Salvador;
-   Para congregados e membros da Primeira Igreja Batista de Araci;
-  Para todas as pessoas que querem aprender mais sobre este tão importante e maravilhoso assunto.

INTRODUÇÃO:

O que realmente significa aceitar Jesus? Muitas vezes temos visto e ouvido pastores, missionários, missionárias, pregadores e pregadoras apelarem às pessoas, para que aceitem Jesus como Senhor e Salvador. Porque será que insistem tanto com isso? Qual a verdadeira importância disso?

É exatamente porque isso é muito importante, necessário e fundamental para a vida das pessoas, que vamos estudar mais profundamente o tema e vamos tentar entender O QUE SIGNIFICA VERDADEIRAMENTE ACEITAR JESUS.

Inicialmente vamos nos deter em dois textos bíblicos a respeito desse assunto:

“Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus”. (Mateus 10. 32 e 33)
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo”. (Romanos 10. 9)

Assim, ACEITAR JESUS tê-lo como único Senhor e único Salvador, é a condição indispensável para qualquer pessoa por mais honesto e mais correto que seja, alcançar o perdão dos pecados, salvação e vida eterna. É ainda a condição para alcançar a graça e misericórdia de Deus e ter sua vida transformada.

Reveja esses versos citados da Bíblia e comente com alguém que já passou também por esta experiência, o que ele entende e o que você entendeu agora sobre ACEITAR JESUS.

Jesus diz em João 10.10 b: “O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”.

Se você já entregou sua vida pra Jesus parabéns, esta foi a melhor decisão que você poderia ter tomado em toda sua vida. Caso ainda não fez isso, se entregue a Ele agora mesmo, fazendo comigo esta oração:

 “Senhor Jesus, nesta hora eu venho a ti, reconheço que sou pecador e preciso de teu perdão. Quero agora confessar todos os meus pecados, creio que o Senhor já pagou por todos eles na cruz do calvário. Quero viver a vida abundante que o Senhor tem para me oferecer. Por isso te recebo agora como meu único Senhor e Salvador. Peço ainda, que teu Espírito Santo venha fazer morada no meu coração e na minha vida, conduzindo meus passos, desde agora e para todo o sempre amém”.

Vamos tratar agora, dos 05 pontos mais importantes deste estudo, para clarear nossa compreensão sobre o tema.

CAPÍTULO I
ACEITAR JESUS OU RECEBER JESUS?

Neste momento vamos fazer um resgate histórico: Não somos nós que podemos ou devemos aceitar Jesus. É exatamente o contrário, ou seja, É Ele que poderia ou não nos aceitar.

Jesus é o Rei dos reis, e Senhor dos senhores, Ele é um com o Pai, e, portanto é Deus Vivo, Eterno, Todo Poderoso e Soberano. Nós como seres humanos imperfeitos e pecadores que somos, devemos sim, é clamar a Ele que venha em nosso socorro, perdoe nossos pecados e nos aceite como seus servos, discípulos, seguidores e irmãos.

E Ele já nos aceitou e nos perdoou ao decidir morrer naquela cruz em nosso lugar.

Por isso, a afirmação correta não é aceitar, mas sim receber. RECEBER JESUS COMO SENHOR E SALVADOR. COMO ÚNICO SENHOR E ÚNICO SALVADOR.

Quando uma pessoa estiver pregando a Palavra e usar o termo “aceitar Jesus”, trata-se somente de força de expressão. Não vamos nos enganar achando, que Jesus precisa que alguém o aceite, como se Ele fosse um pobre coitadinho.

Pobres seríamos nós, se Ele não se importasse com a humanidade perdida e desistisse de morrer na cruz, para pagar o preço da nossa redenção.

Assim a pergunta tema deste estudo passa a ser:


O QUE SIGNIFICA VERDADEIRAMENTE

RECEBER JESUS?


Receber Jesus é o que de mais maravilhoso pode acontecer a um ser humano. Trata-se de uma decisão pessoal aparentemente simples, mas que tem uma profundidade tamanha e uma dimensão sobrenatural que produz na pessoa, a salvação oferecida por Deus ao homem e o início de uma nova vida com Cristo.

E Ele está à porta do nosso coração como diz em Apocalipse 3.20: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo”.

CAPÍTULO II
RECEBER JESUS SIGNIFICA DIZER
QUE ELE AGORA É O NOSSO DONO

Feito esse resgate histórico da parte anterior, importa agora dizer o seguinte: Receber Jesus, “Aceitar Jesus”, significa antes de qualquer coisa, que não somos mais de nós mesmos, pois agora pertencemos a Ele, somos propriedade exclusiva dEle e agora Ele é o nosso dono. Veja o que a Bíblia diz:

“Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”. (I Coríntios 6.20)

“Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais. Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus”. (Efésios 2.1 a 5)

 “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo”. (I Pedro 1.18 e 19)

O preço a que refere I Coríntios 6.20, conforme atesta I Pedro 1.18 e 19 é o precioso sangue de Jesus, sangue carmesim, sangue puro, purificador. Mediante o arrependimento sincero, neste sangue todos os nossos pecados são lavados e nos tornamos “alvos mais que a neve”. Amém?

Como Jesus derramou sua vida na cruz para sermos salvos do poder do pecado, Ele tem direito completo sobre nós, e fará de nós aquilo que for bom, útil, necessário, proveitoso, benéfico e adequado, para cumprir os seus propósitos e vontade em nossas vidas. Tudo que Ele vai fazer será também para o nosso próprio bem e para o crescimento de seu reino aqui na terra. Seremos então como vasos, vasos de honra, ou como vasos de desonra. Veja o que está escrito em II Timóteo 2. 19 a 21:

 “Todavia o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os seus, e: Aparte-se da injustiça todo aquele que profere o nome do Senhor. Ora, numa grande casa, não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de madeira e de barro; e uns, na verdade, para uso honroso, outros, porém, para uso desonroso. Se, pois, alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e útil ao Senhor, preparado para toda boa obra”.

Que tipo de vaso você quer ser?

Que tipo de vaso você vai se deixar transformar por Deus?

Sobretudo, não precisamos ficar preocupados se hoje Jesus é o Senhor e Dono de nossas vidas, pois a Palavra de Deus diz: “Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6.33). Assim, ao nos entregar a Ele de coração, temos esta maravilhosa promessa. Buscando o seu reino e sua justiça em primeiro lugar, as coisas necessárias para nossa vida, nos serão acrescentadas.

Outra coisa importante a considerar é que, quem ainda não tem Jesus, embora se ache senhor de sua própria vida, “dono de si”, está completamente enganado e iludido por Satanás. Talvez pense até que tem alguma coisa mais não tem nada. Veja o que a Bíblia diz:

“Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver lhe será dado, e a qualquer que não tiver, até o que parece ter lhe será tirado”. (Lucas 8,18)

 “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus”. (II Coríntios 4.4)

Portanto, quem não é de Jesus, não serve a Jesus, é escravo. Escravo do pecado, escravo deste mundo vil e pecaminoso, faz a vontade unicamente da carne e do diabo, e, portanto é escravo dele. As pessoas podem até não reconhecer ou perceber isso, mas creia, pois é a mais pura verdade. O diabo é o dono de tais pessoas.

Concluindo esta parte, queremos dizer que ser de Jesus, ser propriedade dEle, tê-lo como nosso “Dono” é algo assim maravilhoso, pois Ele nos guia mansamente como bom Pastor às águas tranqüilas, aos pastos verdejantes e refrigera a nossa alma, conforme nos diz o Salmo 23.

CAPÍTULO III
RECEBER JESUS SIGNIFICA
DEIXAR O ESPÍRITO SANTO AGIR EM NÓS

Vamos agora considerar o seguinte: Receber Jesus, “aceitar Jesus”, significa Receber o Espírito Santo dEle, e significa dizer que, as pessoas que tomaram esta importante decisão, estão dispostas a deixar seus pecados e as coisas erradas, pois tudo de ruim que praticamos nesta vida aqui, Ele, nosso querido e amado Jesus, já nos perdoou, já nos deu perdão. Veja o que diz esse corinho cantado pelas crianças (e é como crianças que podemos e vamos entrar no reino eterno): Ele me salvou e me deu perdão, agora vive em meu coração.

Para deixar de praticar tudo que desagrada a Deus, em muitos casos, trata-se de um processo longo e demorado, pois ninguém se torna um “super crente” da noite para o dia. Entretanto, temos que “preparar o terreno” para o seu Espírito Santo agir em nós.

É claro que é Ele através do seu Espírito Santo, quem vai nos libertar de todos os pecados e do poder do pecado. Nós mesmos sozinhos, não temos e nem teremos condições nem forças, para resistir às tentações e paixões da velha natureza corrompida, que recebemos quando nascemos neste mundo.

VEJA O QUE SOMENTE PRECISAMOS FAZER:

O “preparar o terreno” que falamos, significa ter boa vontade, estar disposto e receptivo com a mente e coração abertos pra Ele, buscar constantemente sua presença na oração, na meditação, na comunhão com os irmãos na fé, na leitura da Palavra, na freqüência à Igreja e assim, deixar o seu Espírito agir em nós. Pois Ele diz em sua Palavra:

 “Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração”. (Jeremias 29.13)

“Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade”. (Filipenses 2.13)

Não seremos mais escravos dominados pelo pecado, pois o pecado não tem mais domínio sobre nós. Ninguém que tem Jesus é obrigado a viver pecando. É o que nos garante a Palavra de Deus:

 “Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça”. (Romanos 6.14)

Veja bem, se você sente que Deus começou a trabalhar na sua vida, pode crer que Ele é fiel, e vai dar continuidade a este trabalho e esta obra no seu coração. De uma forma ou de outra, seja “por amor ou através da dor”, até que Cristo seja plenamente formado na sua vida e que você chegue a “estatura de varão perfeito”. Leia mais estes versos do texto sagrado:

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.”. (João 6.37)

“Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus”. (Filipenses 1.6)

“Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito”. (Provérbios 4.18)

ALELUIA!!! GLORIA A DEUS POR ISSO TUDO!!! AMÉM?
Vamos agora para a próxima parte: Gerados novas criaturas em Cristo Jesus.


CAPÍTULO IV
RECEBER JESUS SIGNIFICA
NASCER DE NOVO E SE TORNAR FILHO DE DEUS

Ao recebermos Jesus Cristo como Senhor e Salvador, mesmo sem agente sentir profundamente, algo sobrenatural acontece: Somos gerados, formados e transformados numa nova pessoa, num filho de Deus. Um novo homem, uma nova mulher, começa a existir. É o que nos garante a Palavra de Deus conforme cita os seguintes versículos:

II Coríntios 5.17: “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.
Salmo 2.7: “Falarei do decreto do Senhor; ele me disse: Tu és meu Filho, hoje te gerei”.
João 1.12: “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”.
O mais importante é que a Palavra diz em João 3:3 a 7:

“Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo”.

Recebemos uma nova natureza, um novo coração. Mas é importante deixar claro que tudo isso se trata de um processo, uma caminhada. Ou seja, recebemos uma nova vida, somos agora filhos de Deus, mas precisamos deixar o Espírito Santo agir em nós, para crescermos na fé, na graça e no conhecimento de Cristo Jesus.

Precisamos aprender a reconhecer a vontade de Deus nas nossas vidas, afinal, fazer a vontade dEle é o que de melhor poderemos fazer. A Bíblia diz acerca da vontade do Pai:

Romanos 12.2: “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”.
I João 2.17: “Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre”.
Hebreus 10.36: “Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa”.
I Tessalonicenses 5.18: “Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.
Se quisermos saber qual a vontade de Deus, devemos ler a Bíblia constantemente. Nela está expressa a vontade do Senhor. O Salmo 40.8 diz: Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua Lei está dentro do meu coração. Lei aqui tem o sentido de Palavra, ou seja, toda a Palavra e Vontade de Deus.

Portanto, diante desses versos, precisamos primeiro agradecer a Deus por ter nos gerado como seus filhos e como novas criaturas, e depois, dar lugar ao Espírito Santo operar e ir transformando a cada dia. Caso contrário, a velha e corrompida natureza humana (que ainda está em nós), vai sempre prevalecer e nos fazer agir, da mesma forma que agíamos antes de conhecer a Deus como conhecemos hoje (Leia Gálatas 5.13 a 26).

É importante destacar aqui que Deus como Pai nos ama, e como Ele nos ama, vai estar atento tanto para nos abençoar, socorrer e orientar através de seu Espírito Santo, como para nos corrigir se acaso nos afastarmos dEle, de sua presença e de sua vontade. Veja o que a Bíblia diz em Hebreus 12.4 a 11:

“Ainda não resististes até o sangue, combatendo contra o pecado; e já vos esquecestes da exortação que vos admoesta como a filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, nem te desanimes quando por ele és repreendido; pois o Senhor corrige ao que ama, e açoita a todo o que recebe por filho. É para disciplina que sofreis; Deus vos trata como a filhos; pois qual é o filho a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos se têm tornado participantes, sois então bastardos, e não filhos. Além disto, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e os olhávamos com respeito; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, e viveremos? Pois aqueles por pouco tempo nos corrigiam como bem lhes parecia, mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. Na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza; mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos que por ele têm sido exercitados”.

Assim, como temos um Pai que por tanto amor, pode também nos corrigir, vamos nos achegar a Ele como filhos amorosos, dispostos a reconhecer, ouvir e atender a voz do seu Espírito, para cumprimos a sua perfeita e soberana vontade e crescermos na fé, até o dia da nossa redenção, quando receberemos das mãos de Cristo Jesus a vida eterna.

CAPÍTULO V
RECEBER JESUS SIGNIFICA
RECEBER E AMAR A IGREJA


Aqui reside o ponto mais difícil das pessoas entenderem, e um dos pontos mais importantes daquilo que estamos estudando: quem recebe Jesus, recebe a Igreja, pois a Igreja é o veículo para a pregação do evangelho no mundo, é a comunidade dos remidos, dos salvos, dos separados do mundo pelo próprio Deus, e é por conseqüência “o corpo espiritual de Jesus”.

Há muitas pessoas iludidas dizendo que tem Jesus, que gostam de Jesus e que amam Jesus, mas não querem se envolver, participar e se comprometer com a Igreja de Jesus.

Em Efésios 5.23 a 27 está escrito:

“Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra, para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível”.

Embora esse texto seja mais direcionado como orientação aos casais, ele perfeitamente nos faz entender a complexidade, intimidade, profundidade e beleza do relacionamento e importância, que tem a Igreja de Jesus pra Ele.

A Igreja foi criada por Jesus, foi Ele quem instituiu a Igreja (Mateus 16.18). Portanto, ela é muito necessária na caminhada cristã. Não dá pra viver longe dela. A igreja é a habitação natural dos servos de Deus, dos Cristãos fieis a Jesus. Longe da Igreja nos sentimos como “um peixe fora d´água”. Somente nela e participando dela, poderemos crescer na fé, na graça e no conhecimento de Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador.

Assim, não é possível dizer: “Jesus sim e Igreja não” pois os dois (Jesus e a Igreja) estão intimamente ligados e não se pode separar um do outro. A Igreja é a “Noiva” de Jesus. Ela está passando pelo deserto e vale deste mundo, e se preparando para se encontrar com seu “Noivo” e “se casar” com Ele nas “bodas do Cordeiro” (Apocalipse 19.7,9). Assim o correto será dizer: “Jesus sim e Igreja sim”, ou infelizmente declarar a condenação: “Jesus não e Igreja não”. Qual é então a sua declaração?

Existem muitas igrejas cristãs, que podemos chamar de Igrejas fieis a Cristo, e existem também aquelas igrejas que se rotulam de cristãs mas na verdade, não passam de seitas, pois deturpam a Palavra de Deus, e querem forçar as Escrituras a dizerem o que elas não dizem. Cuidado!

Existem, todavia, muitas comunidades cristãs que são dignas de respeito e aceitação. Podemos conferir se uma Igreja pertence verdadeiramente a Jesus, se ela procura ser fiel às Sagradas Escrituras (Bíblia), se prega Jesus como único e suficiente Senhor e Salvador, e como único meio das pessoas alcançarem a misericórdia e salvação de Deus, e se nela existe amor verdadeiro que leva as pessoas a se preocuparem e se importarem umas com as outras, perdoando, cuidando, orando, e manifestando o amor de Deus que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Assim, se ela se mantém fiel à doutrina bíblica que é a mesma doutrina dos apóstolos, e não coloca tradições e costumes, nem santos ou dias, para serem guardados ou buscados como meio de salvação, e a autoridade máxima dela é a própria Bíblia e tem Jesus como centro e cabeça, esta Igreja é digna de toda a aceitação e de que possamos participar dela.

É preciso entender também, que na Igreja existem pessoas em diferentes processos de caminhada com Cristo. Existem “Os Crentes Espirituais” que têm deixado o Espírito Santo transformar suas vidas, mas existem também outros que são mais “duros de coração” e pouca transformação são vistas nestas pessoas. São os chamados “Crentes Carnais”. Estes últimos podem causar problemas e embaraços na Igreja. Entretanto, isso não é motivo para ninguém desanimar e se afastar da Igreja, pois Jesus vai transformar de uma forma ou de outra essas pessoas. Se acaso, não forem mesmo cristãos, e assim comprovadamente não forem discípulos de Jesus, serão como “joio no meio do trigo”. Tais pessoas estarão sendo reservadas para o dia da colheita, pois Jesus disse:
“Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro”. (Mateus 13.30)

Nós precisamos nos aproximar cada vez mais da Igreja pela qual a Palavra de Salvação chegou até nós. Lá aprenderemos sobre os primeiros passos da fé cristã e também teremos um ambiente adequado para o nosso crescimento espiritual com outros irmãos.

A fé cristã passa necessariamente pelo bom relacionamento entre as pessoas. Em I João 4.19 a 21 diz:

“Nós amamos, porque ele nos amou primeiro. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, não pode amar a Deus, a quem não viu. E dele temos este mandamento, que quem ama a Deus ame também a seu irmão”.

Somente na Igreja, temos condições de criar relacionamentos saudáveis com outros irmãos, e poderemos expressar o verdadeiro amor. Isolados e separados da Igreja, nunca vamos conseguir ser verdadeiramente felizes e nunca vamos conseguir amar ninguém. Em I Coríntios 13.13 diz: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor”.

Que Deus nos conscientize que a Igreja é o nosso lugar. Vale a pena dizer que nossa Igreja, a Primeira Igreja Batista de Araci, lhe espera de braços abertos.


CONCLUSÃO

Depois de estudarmos este assunto, talvez você esteja pensando assim: “Se eu soubesse que receber Jesus como Senhor e Salvador, significasse tudo isso, eu ia pensar melhor antes de tomar uma decisão tão séria”. Porém podemos lhe dizer o mesmo que uma das nossas lindas canções. É como se o próprio Senhor Jesus dissesse pra você: “É meu somente meu todo trabalho, e o teu trabalho é descansar em mim”.

Quem vem a Jesus nunca é rejeitado ou jogado fora de sua presença. Saiba que você nunca se arrependerá de sua decisão, pois quem recebe Jesus de coração, recebe dEle também uma grandiosa promessa que diz: “aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna”. (João 4.14)

Ele diz mais em Mateus 11.28 a 30:

Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve”.

Antes de concluir este estudo, queremos dizer que, esta decisão que você tomou ou vai tomar em sua vida, é mais importante do que as decisões sobre casamento, filhos, estudo e trabalho e é a mais importante de todas as decisões que alguém pode tomar na vida. Ela é a porta de entrada no “Reino de Deus”. Somente vamos poder participar da vida eterna, se estivermos com Cristo, pois a vida eterna está escondida nEle. Somente Ele pode dar esta vida abundante.

Saiba ainda que, se você do fundo do coração tomou ou tomar tão importante decisão, você não estará mais sozinho na estrada dessa vida. Jesus com sua Igreja, estará sempre com você, pois Ele diz: “Estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos”. (Mateus 28.20)

E finalmente, agora que sabemos que o termo correto não é “aceitar”, mas sim receber Jesus, temos consciência de que somos propriedade dEle e Ele é o nosso “Dono”, pois pagou um alto preço na cruz pelas nossas vidas. Por isso, precisamos deixar seu Espírito agir profundamente em nossos corações, para sermos feitos filhos de Deus, novas criaturas, que, nascidas de novo, vivem para Deus e para cumprir a sua vontade.

Com tudo isso, queremos também lhe estimular a participar da Igreja. Lembre-se que “se estiverdes ligados na terra, estarás ligado no céu, se estiveres desligado da Igreja na terra, estarás desligado no céu”. (Mateus 16.19)

Esperamos por você na Igreja, lá é o seu lugar. Neste corpo tem um lugar reservado pra você. Precisamos eu e você, juntos e os demais irmãos, crescermos espiritualmente e nos prepararmos como Igreja, para nos encontrar com o nosso Deus e Jesus amado.

Não vale a pena tentar desistir agora. Se você for dEle, comprado com seu sangue, selado pelo seu Espírito Santo, ainda que você seja enganado e seduzido por Satanás pra voltar ao mundo e seus pecados, Deus em sua infinita misericórdia, vai te buscar como o Pastor busca sua ovelha perdida. Ainda que você tenha caído na lama do pecado, e queira ficar por lá, Deus vai mover o impossível pra trazer você de volta para o aprisco das ovelhas, seja “por amor ou pela dor”.

Jesus disse em Mateus 28.20 b: “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”. Que Ele através de seu Espírito Santo, nos ajude a entender tudo isso, gravando essas verdades eternas em nossos corações, para praticá-las e vivê-las.

EXERCÍCIO PARA FIXAÇÃO DA APRENDIZAGEM:

1-          Diga qual o seu nome e qual a data em que você recebeu Jesus como Senhor e Salvador?
­­­­­­­­­­________________________________________________________

2-         Diga com suas palavras o que você entendeu sobre a importância de Receber Jesus como Senhor e Salvador.

3-         Porque não se deve dizer aceitei Jesus e sim Recebi Jesus como meu Senhor e Salvador?

4-         Recebendo Jesus quem passa agora ser o “dono” de nossa vida?

5-         Depois de receber Jesus, o que nós precisamos fazer para crescer na fé, na graça e no conhecimento do Senhor?

6-         Quando recebemos Jesus nos tornamos filhos de Deus e somos gerados novas criaturas? Justifique sua resposta.

7-         Diga com suas palavras o que você achou desse estudo e o que você não entendeu. E diga também um pouco sobre as questões que você ainda não entende sobre a Bíblia, Jesus e a Igreja.

Observação: Repasse estas perguntas para uma folha de papel, coloque seu nome, responda as questões, e devolva ao Pastor da sua Igreja, para que ele possa te ajudar.

Nenhum comentário:

Jesus Alegria dos Homens

Programa Simplesmente Jesus - Entrevista Maiza Bonfim e Banda + D Deus Cultura FM 01.02.2013

Estudo Bíblico - 1ª Parte

Estudo Bíblico - 2ª Parte

Estudo Bíblico - 3ª Parte

Deixe aqui seu Email e receba nossas atualizações

Relógio Digital