sábado, 26 de novembro de 2011

Deputado Marco Feliciano discursa contra “conspiração” do Movimento LGBT


Deputado Marco Feliciano discursa contra “conspiração” do Movimento LGBT e convoca lideranças cristãs para se “sacrificar pelas gerações futuras”
O Pastor e Deputado Marco Feliciano fez um discurso inflamado na tribuna da Câmara dos Deputados, contra o que chamou de “conspiração da militância LGBTT” contra a família.
No discurso, Feliciano convocou os deputados que fazem parte da Bancada Evangélica e os membros da Bancada Católica para se juntarem, superando as barreiras interdenominacionais, para fazer um sacrifício em prol dos valores cristãos, segundo informações disponibilizadas no site da Câmara dos Deputados.
“Sacrifiquem o conforto (pois falar deste assunto trás desconforto), sacrifiquem se preciso for, seus votos, e se preciso for, sacrifiquem até seus mandatos pelos nossos filhos e gerações futuras”, afirmou o Deputado.
Em seu discurso, Marco Feliciano se dirige aos membros do movimento LGBTT afirmando que são estrategistas: “Sou obrigado a tirar o chapéu pela estratégia, força e apoiamentos que possui e pelos respaldados diante das iniciativas baseadas nos altos ideais dos direitos humanos, não à violência e sim à cidadania e, por meio disso, conseguiu notoriedade, espaço privilegiado em relação ao Governo, aos intelectuais, artistas e mídia em geral”.
Em uma severa crítica ao poder judiciário, o Pastor condenou a atitude dos Ministros do Superior Tribunal Federal, que no entender dele, legislaram ao instituir a união estável entre pessoas do mesmo sexo, e citou o exemplo do Poder Judiciário francês, que optou por abster-se do debate e de decisões relativas ao assunto, declarando “que tal assunto era de competência do Parlamento, afinal o Parlamento foi eleito pelo povo e o povo é soberano”.
Marco Feliciano citou ainda todos os requerimentos que o movimento LGBTT fez através de seus representantes no Poder Legislativo, que incluem diversas cotas sociais, fiscalização da mídia e proibição de piadas contra homossexuais, classificação da Bíblia como conteúdo inadequado para as crianças, dentre outras.
Citando diversos líderes cristãos, reforçou seu pedido de união interdenominacional em torno da defesa “dos bons costumes”. “Fico Imaginando uma reunião com todos estes guerreiros, onde com uma visão, uma determinação, e liderança, poderemos resgatar as diretrizes do moral, do ético, dos bons costumes e mais, mostrar que pela Família Brasileira quebramos as barreiras interdenominacionais. Estes homens e mulheres juntos, podem mobilizar 95% da população brasileira! Ainda da tempo. É possível!”, conclamou o Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano.
Comentário do Pastor Rogério:
O cúmulo do absurdo é tentar fazer uma classificação da Bíblia como “conteúdo inadequado para as crianças” como o movimento LGBT quer fazer. Igualmente uma aberração e uma anomalia mental é dizer que um pai e uma mãe não deve orientar seus filhos acerca da importância da heterossexualidade, ou seja, que homem deve ser homem, e que mulher deve ser mulher.  


O que será que eles pensam que é adequado para as nossas crianças? Dois homens que vivem praticando torpeza, adotarem uma criança como se fossem mamãe e papai? Ou duas mulheres fazerem a mesma coisa? Como é que esta criança vai crescer? Quais os valores que vai adquirir?
Já pensou se todo mundo ouvindo o depravado do Jean Wyllys que anda dizendo por ai que "ser gay é legal é bom", e daí todo mundo entrasse nesta onda das trevas? Não haveria mais casais normais, conseqüentemente, não haveria mais procriação e a humanidade deixaria de existir na terra. É tão desprovida de lógica a prática e o discurso do movimento que prega abertamente esta prática sexual, que chega ao ponto de fazer apologia ao homossexualismo e não sabem que isso colocará em risco a própria vida humana neste mundo.
A idéia básica não é combater a homofobia, o que se defende é que não ser gay é antiquado e cafona. A idéia básica na verdade, é promover uma sociedade totalmente homossexual. Meu Deus onde vamos parar? O surgimento do anticristo está às portas, ele certamente será um homossexual, pois a palavra de Deus diz:
“... nem terá respeito ao amor das mulheres, nem a qualquer deus; porque sobre tudo se engrandecerá. Mas ao deus das fortalezas honrará em seu lugar... com ouro, com prata, com pedras preciosas e com coisas agradáveis.. com o auxílio do deus estranho...” Ler Daniel 11:36 a 39

 Quem tiver fé verdadeira em Deus, que permaneça fiel, pois o fim está próximo. Vamos orar pra que muito que vivem esta vida de ilusão, engano, desilusão, solidão, confusão e depravação moral, possam encontrar a verdadeira libertação que só é possível e real em Jesus Cristo. Amém.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Princípios de Identidade Batista


Princípios de Identidade Batista

O primeiro princípio a ser destacado é o "princípio cristológico", pois este princípio estabelece a órbita de todos os outros princípios, o senhorio absoluto de Cristo. John Smyth diz em 1610: "Só Cristo é Rei e Juiz da Igreja e da consciência".
O "princípio bíblico" estabelece a Bíblia como a única regra de fé e prática, destacando contudo a autoridade do Novo Testamento, o que está ligado ao "princípio cristológico". "A autoridade do Novo Testamento se deriva do Senhor do Novo Testamento". "Não se crer em Cristo porque se crer na Bíblia, mas se crer na Bíblia porque se crer em Cristo". (Anderson, História de los Baustistas p. 51).
O "princípio eclesiástico" regente é o da membresia regenerada. A igreja pressupõe a regeneração daqueles, que dela devem participar como membros. Considerando isto ser algo próprio de cada um em atitude livre diante de Deus, os batistas recebem seus membros mediante profissão de fé. Isto fundamenta o sacerdócio de cada crente, retirando a necessidade de um intercessor para o regenerado.
O "princípio sociológico" é a ordem democrática. Este ordem está baseada na igualdade dos membros, como pessoas regeneradas. Isto implica na soberania da igreja local, evitando o exclusivismo denominacional da idéia singular "a igreja batista", destacando o pluralismo institucional: "igrejas batistas". Esta ordem pressupõe um profundo senso de responsabilidade, que cada crente regenerado deve ter diante de Deus.
O "princípio Espiritual" é a liberdade religiosa. Isto implica na tolerância religiosa, conseqüentemente liberdade de culto; liberdade de consciência, que considera o ato religioso como espontâneo e voluntário; liberdade de proclamação, mesmo de idéias contrárias às suas doutrinas.
O "princípio político" é a separação entre Igreja e Estado. Considerando os demais princípios não é necessário entrar em detalhes neste ponto.
O "princípio evangelizador" é o evangelismo pessoal e o empreendimento missionário. Este é um elemento importante na identidade batista, pois afirma de maneira prática o princípio eclesiástico e espiritual.
Portanto, para que possamos nos identificar como batistas devemos cultivar estes princípios em nossas igrejas. Outros elementos podem ser considerados acidentais e, portanto, passivos de discussão. A dificuldade se dará quando estes princípios forem negados, pois aí se descaracteriza a igreja, enquanto Igreja Batista.
Devemos ter isto em mente, quando discutimos movimentos, que "ameaçaram a continuidade denominacional" das Igrejas Batistas.

Pr. Ágabo Borges de Sousa

Nota do Pastor Rogério:

Quero destacar aqui, que ser cristão fiel, é a condição inegável para qualquer pessoa ser herdeiro da Salvação. Além disso, devemos amar a Deus pelo que Ele é, pelos seus atributos eternos, e isto independente das bençãos que Ele pode nos trazer.
Muitos estão correndo atrás de bençãos e milagres, mais do que ter um relacionamento pessoal e verdadeiro com o Senhor de todas as bençãos e milagres. Amam mais as bençãos dos Senhor do que O SENHOR DE TODAS AS BENÇÃOS.
Sobre a identidade Batista, precisamos afirmá-la não porque nos julgamos maiores ou melhores que qualquer outra denominação cristã, mas sim porque isto se faz necessário em um mundo tão conturbado. Nos mesmos precisamos ter mais clareza do que somos.
Somos, Primeiro Cristãos.
Segundo, Reformados, Protestantes, Evangélicos.
E por último, somos Batistas sim graças a Deus.
Declaramos não com orgulho isso, mas sim com fé de que nossos antepassados anabatistas e precursores dos batistas modernos, não derramaram o sangue em vão.
Aliados às outras denominações sérias e coerentes, muitas vidas foram alcançadas pela pregação do Evangelho Puro e Genuíno realizada pelos crentes batistas e muitas vidas ainda serão alcançadas.
Sobretudo, nós crentes batistas, queremos ser fieis a Cristo e às Escrituras Sagradas até o fim, e que o TODO PODEROSO DEUS nos dê a força e firmeza necessárias para sermos e vivermos assim pelo poder do Espirito Santo.

Ass. Pr Rogério (conservo de todos vocês que amam também a Jesus).

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Está consumado (TELELESTAI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!) João 19.30


Está consumado (TELELESTAI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!) João 19.30

Introdução
Sacrifícios diversos e ofertas oferecidas a Deus, com suas respectivas leis e rituais, conforme descritos o livro de Levítico nos capítulos de 01 a 09, relatam a exigência que era feita ao povo para entenderem que seus pecados eram perdoados e as pessoas se tornavam agradáveis, purificadas, recebidas e aceitas pelo próprio Deus, para que, estando em sua presença, não poderiam ser consumidas pela sua glória, ou pela sua ira.
Algo aconteceu na plenitude dos tempos que mudou toda esta realidade ritualística, cerimonial e cheia de símbolos e detalhes que era necessário ser cumpridos à risca.
Um acontecimento só resolveria e cumpriria toda esta formalidade religiosa.
Tudo isto se fazia necessário, em virtude da culpa por causa do pecado. A culpa é inerente ao pecado. Pois a própria Palavra de Deus diz:
Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá. Ezequiel 18:4
 O que podemos fazer ante a esta realidade de morte?
Absolutamente nada, somente Deus pode mudar esta sentença, entretanto, Ele não mudou. Ele decidiu cumpri-la, enviando seu filho amado ao mundo, pra pagar o preço por todos aqueles que pecaram morrendo no lugar de todos os que pecaram, e, infelizmente, não há um sequer que não tenha pecado (Ver Romanos 3.23), somente Jesus nunca pecou (Ver João 8.46).

Desenvolvimento
Mas vamos voltar lá em Levítico e ver um pouco com se davam as coisas:
Diante do monte Sinai, Deus dá a Moisés e ao povo toda uma série de instruções sobre sacrifícios e sobre ofertas que deveiram ser oferecidas a Ele.
No C. 01 vemos sobre o holocausto que significa: Oferenda totalmente consumida em chamas sacrificada ao Senhor.
Era um sacrifício em que a vítima era totalmente consumida pelo fogo. Tratava-se de uma oferenda completa e generosa; Apontava para Cristo. Deus deu o seu Filho em holocausto à liberdade do ser humano, para sermos livres do pecado, livres para servimos a Deus. Imolação de si mesmo: a vida de Cristo foi um holocausto.
No C. 02 vemos sobre as ofertas de manjares: O propósito da oferta de manjares era um oferecimento de presentes, e fala de uma vida que é dedicada a dar, e à generosidade.
No C. 03 vemos sobre sacrifícios pacíficos ou ofertas pacíficas: Este sacrifício era um sacrifício de louvor e ação de graças que era quase sempre, um ato voluntário.
Era exigido fazer estas ofertas quando se fizesse um voto de consagração a Deus, lhe agradecendo com louvores enquanto, espontaneamente, se traziam as ofertas voluntárias.
Do C. 04 ao 06 vemos sobre sacrifícios pelo pecado: Por diversos tipo de pecados: Pelos pecados dos sacerdotes, pelos pecados do povo, pelos pecados de qualquer pessoa ou de uma pessoa especificamente qualquer, pelos pecados ocultos, pelos pecados de sacrilégio ou profanação de coisas sagradas, pelos pecados voluntários, inclusive não só pela expiação do pecado, ou seja, pagamento pelo pecado, como também sacrifícios pela expiação da culpa, ou seja, da conseqüência que o pecado poderia trazer.
Em seguida, ainda no capítulo 06 e também no 07, observa-se sobre as leis e normas de cele brar tais sacrifícios e ofertas oferecidas a Deus.
Ainda no 08, observamos sobre a forma como deveriam ser consagrados os sacerdotes e como eles deveriam se portar no serviço sacerdotal.
Finalmente no capítulo 09, Moisés e seu irmão Arão começam a realizar estes tipos de sacrifícios e oferendas envolvendo morte de animais, oferecimento de ofertas, derramamento de muito azeite, derramamento de sangue, de muito sangue, e em resposta a tudo isso, diante deste árduo trabalho, a glória do Senhor se manifesta nos versos 22 a 24 do mesmo capítulo, conforme se pode observar e ler.
Entretanto, lá em João 19.30 JESUS DECLARA: “TETELESTAI!!!!!!!!!!!!!”

"Tetelestai" é a palavra grega usada para a frase "está consumado". Recibos de impostos em papiros foram encontrados com a palavra grega "Tetelestai" escrita neles, o que significa "liquidado".
Assim pode significar também: está resolvido, está pago, está redimido.
A DÍVIDA ESTÁ PAGA.
COCLUÌMOS QUE A DÍVIDA DO PECADO ESTÁ LIQUIDADA!!!
Como a Glória do Senhor apareceu á Moisés e á Arão na tenda do tabernáculo diante de toda a Congregação de Israel, bem maior, infinitamente maior, é a Glória do Senhor que se manifestou em Cristo quando Ele exclamou TETELESTAI!!
Esta mesma Glória do Senhor ainda se manifesta quando alguém se converte de verdade a Cristo, pois pra o mesmo é declarado “TETELESTAI!!!!!!!!!!!!!”

Conclusão
Desta forma, segundo Hebreus 9. 11 a 15, 22, 24 a 28 e também 10.4,11, 12, 15 a 17, (pedimos que você leia estes textos, vamos ler estes textos), e por fim declaramos para nossa salvação que:
JESUS FOI O ÚNICO QUE SE OFERECEU A SI MESMO COMO SACRIFÍCIO, E SE TORNOU DIANTE DE DEUS, O ÚNICO SACRIFÍCIO VÁLIDO, PERFEITO, ETERNO E QUE FOI FEITO UMA ÚNICA VEZ, SEM NECESSIDADE DE SER REPETIDO PARA REDIMIR A HUMANIDADE.
Assim reafirmamos e declaramos com Jesus e através de Jesus:
“TETELESTAI!!!!!!!!!!!!!!!!”
“ESTÁ CONSUMADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”
Assim meus amados irmãos, diante desta tremenda realidade, que tipo de pessoas devemos então ser, nos tornar, ou melhor, buscar em Deus que nos faça e nos torne ser?
Em I Timóteo 6.11 e 12 tem uma das melhores respostas:
“Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas”. 

Para você meu amigo que ainda não é cristão, ainda não confessou publicamente Jesus como seu único Senhor e Salvador pessoal da sua vida, aconselhamos que creia na verdade da Palavra de Deus, e saiba que se você crer, se concretiza na sua vida, a morte de Jesus na cruz do calvário pelos seus pecados, Ele morreu a sua morte para que você possa viver a vida dEle em você através do Espírito Santo no poder de Deus.
Receba Ele enquanto é tempo, enquanto a salvação está sendo pregada e anunciada. Ele te espera de braços aberto.
Venha a Cristo, tenha esta grande e poderosa experiência e seja transformado pelo poder de Deus.
Assim declaramos com Jesus e através de Jesus:
“TETELESTAI!!!!!!!!!!!!!!!!”
“ESTÁ CONSUMADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”


Pastor Rogério - 08.10.2011 - Mensagem pregada na Igreja Missionária Nova Aliança Em Caldas do Jorro em 08.10.2011 - Revisada e publicada em 09.11.2011

Jesus Alegria dos Homens

Programa Simplesmente Jesus - Entrevista Maiza Bonfim e Banda + D Deus Cultura FM 01.02.2013

Estudo Bíblico - 1ª Parte

Estudo Bíblico - 2ª Parte

Estudo Bíblico - 3ª Parte

Deixe aqui seu Email e receba nossas atualizações

Relógio Digital